Minha lista de blogs

Total de visualizações de página

Páginas

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Espalhaffatto Cultural

Na torcida

Todos - cinéfilos ou não - torcem pela vida de Fábio Barreto. Fica aqui a solidariedade de Espalhaffatto.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Espalhaffatto Cultural

Maktub!!!!!

Muito antes de Paulo Coelho lançar o seu "Maktub" eu, desde a minha infância, já sabia do que se tratava: traduzido do árabe quer dizer "estava escrito, tinha que acontecer, fatalidade". Santo Malba Tahan (Júlio Cesar de Melo e Souza) a quem meu pai me apresentou atravez de suas obras completas. Não havia uma noite em que não me debruçasse sobre algum dos livros: "O homem que calculava", Lendas do Cèu e da Terra", "Lendas do Oriente" e, é claro "Maktub".
Foi mais ou menos isso o que aconteceu essa madrugada, quando o cineasta Fábio Barreto capotou no lugar mais improvável para acontecer um acidente fatal: a rua Real Grandeza, em Botafogo, Zona Sul do Rio. 
O acidente com o filho de Bruno e Lucy Barreto me lembrou um outro onde o destino deixou sua marca. Foi em 23 de julho de 1998, quando eu cobria a madrugada no Jornal Povo. Era um plantão de quarta para quinta-feira e fomos (toda a imprensa) acionados para um acidente no Aterro do Flamengo. Fomos para lá por se tratar de algo, aparentemente muito grave e o carro estava completamente destruído. Era mais do que isso. Aguardamos para que os policiais pudessem nos passar as identiicações das vítimas, afinal havia um morto no local, um rapaz gravemente ferido e outros dois com leves arranhões.
O motorista do carro - um Passat importado, presente de aniversário da mãe, era o filho do maestro Tom Jobim. O estudante João Francisco Lontra Jobim, de 19 anos, chegou a ser levado com vida para o Hospital Souza Aguiar, mas morreu a caminho. Maktub. Tinha que acontecer.
Agora é torcer para que o diretor de "Lula, o Filho do Brasil", com estréia marcada para o início do ano, se saia bem. Preces não lhe hão de faltar. 

Espalhaffatto na Cidade

Chama o ladrão

O "meu caro amigo" Chico Buarque não deixa de ter razão. Tem horas que tem mesmo que chamar "o ladrão". Quem entende as letras das músicas desse gênio da MPB sabe do que estou falando e não preciso "adentrar" mais a questão. Fato é que andar no Rio de Janeiro  anda se tornando uma coisa cada vez mais "complexa". Exemplo disso foi o que aconteceu com a coleguinha Cristina Rigitano, assessora de imprensa da vereadora carioca Andrea Gouvêa Vieira  (PSDB).
Vejam o que a jornalista relata em seu e-mail. Aliás, quando li isso hoje de manhã nem pensei duas vezes: é para fazer espalhaffatto. E vai ser em cima da questão da segurança pública (A mesma segurança que vai cuidar dos turistas na Copa de 2014, se 2012 não levar todo mundo, e na Olimpiada de 2016).
"Fui assaltada. Sexta-feira, às 21h30, o sinal fechou e parei em frente à Outback de Botafogo, na General Severiano (ou Venceslau Brás??? Não sei o nem da rua), perto do Pinel. Um homem bateu no vidro do carro. Pensei que fosse pedinte. Com uma arma apontada para a minha cara, me “pediu” para entregar “todos os pertences”. Perdi. E lá se foi aquele meu celular velhinho, com todos os telefones de vocês. Ainda tive esperança de me devolver, com pena do estado precário do aparelho, mas não se comoveu".
Resumo da ópera: O Rio de Janeiro é maravilhoso, sim, mas há que se cuidar para não nos depararmos com os assaltantes que infestam a cidade.

Espalhaffatto por aí ...

Um domingo maravilhoso

Confesso a vocês: hoje, quando abri os olhos e vi esse bonito dia de sol, com céu azul, quase sem nuvens, fui obrigada a acreditar que o Rio de Janeiro é linnnndoooo. Nós é que não sabemos viver nele. Um domingo maravilhoso esta diante de mim. Levantei, me arrumei e fui passear com Bobbye, meu fiel escudeiro. Fomos andar até bem próximo da Lagoa de Marapendi (foto). A brisa do mar chegando perto. Papai do céu é generoso conosco. Nós é que não sabemos reconhecer isso. O problema é que o homem está acabando com tudo. Não quero ser pessimista, mas corre o risco de 2012 sair da ficção. Enquanto isso não acontece vou aproveitar. afinal, a gente nunca sabe o que pode aconteer amanha. Um domingo maravilhoso para vocês também.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Na Boca do Povo

Na Boca do Povo

Depois de muito assuntar por aí acho que é hora de tentar avaliar os caminhos da sucessão depois dos últimos acontecimentos. Em Brasilia, o DEM pega fogo e a população quer arrancar o couro do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Escândalo do Mensalão em moldes idênticos aos descobertos a partir do publicitário marcos Valério é muitopara a população da capital. Na outra ponta o mineirissimo Aécio Neves (PSDB) resolveu tirar o seu cigarrinho de palha do bolso para pitá-lo, enquanto aguarda o desenrolar dos próximos acontecimentos. Somente agora consegui tempo para verificar a repercussão dos últimos fatos em Minas, São Paulo, Rio de Janeiro e no Planalto.
Em princípio há muita especulação e poucas possibilidades concretas. Se antes dava-se como favas contadas todo o apoio ao PT (leia-se o candidato apoiado pelo presidente Lula) em contraponto a uma oposição fraca (cadê a oposição?????), agora a história é outra. Aécio poe ter dado uma tacada de mestre e empurrado Serra ladeira abaixo (O tucano não quer se arriscar a perder uma reeleição garantida e só iria se definir por disputar espaço em Brasília se se sentisse seguro da vitóra).
Aécio até poderia topar uma dobradinha tucana São Paulo-Minas. Mas ao que tudo indica não são esses os seus planos. Volto a bater op martelo numa coisa que tenho dito desde ontem: se o governador de Minas Gerais apredeu direitinho a lição com o avô, Tancredo - um tremendo costurador de alianças, quem pode amargar derrota é mesmo José Serra.
Apesar das pesquisas darem o governador de São Paulo como favorito a presidência em 2010, com 39%, é bom lembrar que nesse momento o presidente Lula tem 69% do eleitorado aprovando seu governo - Isso não quer dizer que ele consiga transferir votos para sua candidata, Dilma. Por falar em Dilma ... se a eleição fosse hoje ela daria com os burros n'água. Tem 18% das intenções de votos. Pior do que isso é o fato de 45% dos entrevistados desconhecerem os fato de que ela é pré-candidata do PT.
Enquanto isso Aécio, adepto da teoria "prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém" decidiu firmar os olhos nas montanhas das Gerais e aguardar. Uma coia é certa: ele conseguiu acender uma brasa que, aparentemente, estava adormecida.          

Na Boca do Povo

O que está na Boca do Povo?

Resolvi retornar aos meus tempos de redação. Não sinto muita falta daquela agitação. A vida mais tranquila me agrada no atual momento (só não sei até quando). Os dedinhos teimam em tamborilar pelo teclado do PC. Explico: em função do jogo de xadrez político que logo se avizinha, decidi retornar com o estilo que muito me agrada: a coluna. Além dos Espalhaffattos tradicional (Na Política; Na Política Carioca; Na Política Capixaba) o blog dará espaço ao que está na Boca do Povo em 2010. Como ainda falta tempo para a Copa do Mundo e as Olimpiadas podem ter certeza de que o que estará na Boca do Povo é a política.

Espalhaffatto Tecnológico

Twittei

Depois de um longo namoro, finalmente twitei. Melhor dizendo: tive tempo para twittar. Aderi a mais essa rede social feliz da vida e já estou me preparando para aderir a outras. nada melhor do que ser uma jornalista high tech. Quem quiser me acessar vá lá:


Aguardo vcs lá. Mais uma maneira de conseguir informações fresquinhas e comentá-las aqui, até pq. o importante não é a notícia, mas o que está na entrelinha da notícia.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política Carioca

A taxa de luzzzz

Outro fato para fazer espalhaffatto é a tal da taxa de luz que a Câmara Municipal do Rio de Janeiro tenta fazer descer pela goela do carioca às vesperas de uma eleição onde alguns dos parlamentares que ali estão, com certeza, vão tentar ir para a Assembléia Legislatiav e podem esbarrar na má vontade do eleitor. (Não sem justo motivo). A Casa, ficou sabendo pela imprensa que a Justiça do Rio concedeu liminar suspendendo a cobrança da taxa de iluminação pública no município. A decisão foi proferida na quarta-feira, pela juíza da 7ª Vara de Fazenda Pública está baseada na quebra do Regimento Interno da Câmara de Vereadores, quando aprovou o projeto, num único dia e em duas sessões extraordinárias. Essa é uma questão que promete dar o que falar.
A Câmara, através de sua assessoria de imprensa, divulgou nota informando que a presidência da Casa desconhece tanto a liminar, quanto o referido processo judicial. Em relação ao processo legislativo a presidência da Casa afirmou ter "respeitado rigorosamente o Regime Interno". Sei não.... não foi isso o que a vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB) deixou transparecer no dia da votação. Ela e outros doze ou treze pares. Essa taxa vai virar assunto de novela.     


Espalhaffatto na Política Carioca

CPI da Cidade da Música

Gente, a correria está grande, mas essa não posso deixar passar. Hoje pela manhã, recebi da amiga Cristina Rigitano, aviso de pauta dando conta de que a vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB-RJ) iria entregar o relatório final da CPI da Cidade da Música ao procurador geral de Justiça, Cláudio Soares Lopes. Depois disso, a relatora da CPI seguiria para o Palácio da Cidade, onde entregaria uma outra via do documento ao atual prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB).
De acordo com a vereadora, o relatório, de 212 páginas e cinco anexos, aponta várias irregularidades na obra e pede o indiciamento de oito servidores públicos, entre eles o ex-prefeito Cesar Maia, por improbidade administrativa. Como boa apuradora que sou fui a fonte: a assessoria do Democrata repercutir o caso, que foi classificado como "pirotecnia". A assessoria me informou que já houve auditoria do Tribunal de Contas, auditoria particular por parte do atual prefeito Eduardo Paes, e até agora não foi encontrada nenhuma irregularidade.      

Espalhaffatto na Política Carioca

Promessa de blogueira

Há menos de cinco minutos postei aqui que assim que soubesse o nome do substituto de Cristiano Girão, avisaria vocês. Ainda não tenho a informação, mas a minha amiga Anette Silva, assessora de imprensa da Câmara Municipal do Rio de Janeiro acabou de me enviar e-mail dizendo que o substituto ainda não foi definido. Portanto: a cadeira continua vazia. 

Espalhaffatto na Política Carioca

Quem vai ficar no lugar????

Como estou na dívida com vocês vou tentar me inteirar sobre o nome do substituto de Girão na Casa.

Espalhaffatto na Política Carioca

Chave de cadeia

Na quarta-feira rolou o maior buxixo na Câmara Municipal do Rio de Janeiro - buxixo esse que a Assessoria de Imprensa da Casa fez questão de deixar passar batido (Sob o aspecto jornalistico, não gostei. Enquanto assessora de imprensa, amei.). Fato é que comi mosca de não ter comentado sobre isso com vocês. É que a desistência do governador Aécio Neves da pré-corrida presidencial pesou mais.
O vereador Cristiano Girão (PMN) foi preso, no final da tarde de quarta-feira, por agentes da Corregedoria da Polícia Civil. A polícia acusa Girão, que é militar do Corpo de Bombeiros do Estado, de envolvimento com lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. A ordem de prisão foi expedida pelo desembargador Francisco José de Azevedo, após denúncia do procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio Lopes. Por trás de tudo isso estão as milícias, que tentam tomar o lugar dos traficantes. No meio dessa guerra ficam as insttuições policiais e, principalmente a população.
Jurei de pés juntos que não iria tecer comentários no meu blog a respeito dessa bagunça generalizada. A função do Espalhaffatto não é essa e ponto. Mas vamos aos fatos: Girão não foi o primeiro acusado pela polícia de estar envolvido com a milícia e ter conseguido um cargo eletivo para usar como escudo. Além dele temos, por exemplo, Nadinho de Rio das Pedras e recentemente, Carminha Jerominho, filha do ex-vereador Jerominho. Ela jura até hoje não ter ligação com as milicias.
O problema é que enquanto a população não tiver paz de espírito e as autoridades não cumprirem o seu papel haverá espaço para que outros ligados às milícias ocupem espaço destinado aos verdadeiros representantes do povo. 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política Carioca

Mais Maia na TV

Aos curiosos de plantão aí vão os links para que vocês possam visualizar antes dos outros. Ah... mais tarde vou falar mais inda de Maia e da mídia on line a seu favor (Nós - eu e ele - amamos as redes sociais).


http://www.youtube.com/watch?v=cVbQzJ55xfY

Ah. quem tiver problema para a visualização dá uma passadinha no meu Facebook.

Espalhaffatto na Política Carioca

Maia na TV

A multa que o ex-prefeitro do Rio de Janeiro, Cesar Maia (DEM), levou do TRE do Estado, não o abalou nem um pouquinho. Que bom. Hoje o antecessor do prefeito Eduardo Paes (PMDB) em horário eleitoral do Partido. Numa das propagandas, Maia vai falar, claro, sobre a Copa de 2014 e a Olimpiada de 2016. Aposto dez contra umn que ele vai lembrar ao eleitorado que "tudo começou no Pan-Americano do Rio de Janeiro". Tem razão.
Na outra propaganda eleitoral vai falar sobre "crescer como familia". Como ele é bom de mídia eletrônica os concorrentes devem estar com a pulga atrás da orelha.

Espalhaffatto na Política

Café com Leite para vocês

Faltando duas semanas para entrarmos de sola em 2010 o PSDB já manda o seu recado. Quem imaginava ver uma tremenda briga entre tucanos ficou frustrado. O neto de Tancredo Neves parece ter assimilado direitinho o que aprendeu com a raposa mineira: Aécio Neves abriu não da pré-candidatura a presidência.
O que não se sabe é se ele vem como vice na chapa de José Serra. Ou se tenta a reeleição. Mineiramente, Aécio tem mandado muito bem lá pelas bandas das Gerais. Pode até ser a reedição daquela política do "café-com-leite" com gotas de acúcar mascavo.
Depois que cheguei em casa e soube da história ainda não tive tempo de entrar no Facebook para saber ao certo o que está acontecendo. Essas eleições prometem. 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política Capixaba

O Tempo Fechou

Raios e trovoadas sobre o céu que cobre a Assembléia Legislativa do Estado do Espirito Santo. Desde a semana passada o tempo fechou em Vitória. Foi quando Luiz Henrique de Souza, ex-assessor parlamentar do deputado afastado Robson Vaillant (DEM), negou as denúncias feitas contra o parlamentar  de ficar com parte do salário de servidores, em esquema fraudulento conhecido como “ra c h i d ”. A Justiça determinou, semana passada, o afastamento do deputado e o bloqueio de 40% dos seus subsídios devido às acusações. 
Durante o depoimento do ex-assessor alegou que "estava sob forte emoção por ter sido exonerado do cargo que ocupava no gabinete do deputado". Integrantes da Corregedoria da Assembléia Legislativa - deputados
Cacau Lorenzoni (PP), Eustáquio de Freitas (PSB), Dary Pagung (PRP) e Wanildo Sarnáglia (PTdoB) - ficaram revoltados com o depoimento.
Wanildo chegou a chamá-lo de “palhaço ”. “O senhor está acabando com a vida pública de um deputado, prejudicou uma pessoa que te ajudou, motivado pela raiva. Não vou te perdoar, vou pedir a Deus que faça isso. Vou me retirar da reunião porque não vou participar dessa mentirada, desse circo armado pelo senhor”. E o parlamentar foi além na defesa do colega. “Fez o Ministério Público, a imprensa e a Assembléia de palhaços e deveria ser preso. Imagine se todos aqueles que perdem o cargo tomassem essa mesma atitude”, disparou indignadissimo. Desde ontem novos depoimentos estão marcados. São Pedro que se cuide.

Pizza Para Vários

Eu vou fazer o meu espalhaffato aqui. Que atire a primeira pedra quem, já tendo trabalhado nos gabinetes parlamentares da vida nunca tenha devolvido verba a politicos. É um atitude vergonhosa. É. Mas os políticos fazem e os funcionários aceitam. Principalmente em ano pré-eleitoral ou eleitoral. E não e só em Vitória, no Rio de Janeiro, em Brasilia, em Quixeramobim. Em qualquer município dessa imensa "Terra Brazillis". O problema é que ninguém conta ou quando denuncia tem que voltar atrás para não ser morto. E não estou dizendo que o parlamentar fez isso ou que fez aquilo. Estou apenas colocando mais molho nessa pizza. 
     

Espalhaffatto Solidário

Solidariedade

Linda a iniciativa do sambista Diogo Nogueira. Ele está a frente do show para arrecadar fundos para o sambista Walter Alfaiate, que está internado em coma induzido no Hospital Estadual Aloysio de Castro, no Humaita. O evento acontece dia 21 de dezembro no Circo Voador e a entrada custa R$ 15. Já confirmaram presença Alcione, Alex Ribeiro, Aline Calixto, Ana Costa, Arlindo Cruz, Dorina, Dudu Nobre, Galocantô, Leandro Sapucahy, Monarco, Moyseis Marques, Nilze Carvalho, Noca da Portela, Rogê, Sombrinha, Tia Surica, Velha Guarda da Portela, Wilson Moreira e vários outros. É uma constelação. Quem está no Rio e é do samba tem obrigação de ir! O show não é para custear o tratamento de saúde do Walter. Sua filha, a cantora Cláudia Nunes, avisa que ele está sendo muito bem tratado pela equipe do hospital. O evento reúne verba para as despesas pessoais do compositor, que desde que adoeceu, não está obviamente podendo fazer shows (como aluguel, condomínio, contas de sua casa e de seu ateliê). Diogo Nogueira teve a quem puxar, o filho de João Nogueira manda bem no samba e na solidariedade.



Espalhaffatto Cultural

Sangue para um sambista

Infelizmente o título acima não é nome de CD, não. É que o queridissimo Walter Alfaiate está precisando de transfusão de sangue. Seu estado de saúde piorou muito desde o último domingo. O sambista está em coma induzido precisando urgente de sangue. Quem puder doar vá até o Hemorio (Rua Frei Caneca, 8 - Centro -Rio de Janeiro - RJ Tel: (0xx)21 2224-7030) e doe sangue em nome de Walter Nunes de Abreu, que esta internado no Hospital Estadual Aloysio de Castro no Humaita. Qualquer tipo de sangue é aceito. O amigo Nano Ribeiro espalhou a notícia nas redes sociais e a solidariedade é grande (salve o Facebook). Quem puder não deve deixar de prestar ese ato de solidariedade. 

Espalhaffatto por aí ...

Saudades do meu PC

Fiquei longe do meu PC por dois dias. Foi o suficiente para o mundo cair. Hj. quando abri a caixa de e-mails mais de 150. Muito material legal. Outros nem tanto. De modo geral a respeito da política - meu prato preferido. Vamos ao que interessa. Vocês devem estar curiosos.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...

Sangue para Johnny Alf

Essa me foi passada pelo coleguinha e apresentador do SBT, Marcos Hummel, através do Facebook. O pianista, precursor da Bossa Nova, cantor e compositor Johnny Alf precisa de doação de sangue. Alf  está em tratamento no Hospital Estadual Mario Covas, em Santo André (SP) e precisa de doadores de qualquer tipo sanguineo. O Hospital fica na Rua Henrique Calderazzo, 321 - Santo André - Fone: (11) 2829-5000. O doador recebe um teste de HIV gratuitamente.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política Carioca

Multadoooooooooo

O ex-prefeito do Rio de Janeiro,Cesar maia (DEM) foi multado pelo Tribunal RegionalEleitoral do Estado. A pendenga vinha se arrastando desde abril desse ano, quando o PMDB impetrou ação por  considerar que Maia teria praticado propaganda irregular no horário de propaganda partidária do Democratas, veiculada em 22 de abril último. O julgamento vinha lento desde então. Um pedia vistas ao processo, outro também e nada de sair a sentença, que terminava sempre empatada. Coube ao presidente do TRE dar o voto de Minerva. Resultado: Maia terá que desenvolsar R$ 30 mil porque o ex-prefeito fez uso do horário destinado à exibição de propaganda do partido para veicular elogios a sua administração, bem como críticas a adversários políticos. Algo me diz que 2010 será bem interessante.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política

E desde quando merda é palavrão!!!!!????

Já sei que o ti-ti-ti de hoje em toda a imprensa (seja ela marron, azul, negra, evrmelha, tenha o matiz que tiver) será o fato de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter dito uma relês palavra chula num evento publico noNordeste. Isso é ponto. O resto é espalhaffatto da midia pró e contra Lula. Os favoráveis vão dizer que ele apenas expressou o sentimento do povo brasileiro. Seus adversários vão aproveitar para cair de pau. Afinal ... que presidente é esse que diz M E R D A assim, em público!!!
Para tirar as dúvdas fui ao pai dos burros. E lá consta:
merda (é)
(latim merda, -ae)
s. f.1. Cal. Excremento humano ou de outros animais.
2. Matérias fecais, dejectos!dejetos.
3. Porcaria, sujidade.
4. Fig. Coisa reles, sem utilidade.
s. m.5. Indivíduo cobarde, amoral, sem dignidade.
interj.6. Designativo de repulsão.
Não consta como palavrão. Até porque, entre os atores, na coxia, a palavra merdasigniica sorte quando os atores estão para entrar em cena.
Senhoras e senhores. Olha a hipocrisia!!!!!
Enxergo que o presidente Lula vai sim, aproveitar 2010 e deitar e rolar nas possibilidades que estar no poder lhe confere para conseguir emplacar seu candidato a eleição. É claro que a mídia faz parte desse jogo. E é óbvio que a mída será manipulada de todas as maneiras para falar mal, mas falar de Lula e de seu governo. Quer coisa mnelhor do que o espalhaffatto que está sendo feito em cima do lançamento do filme "Lula, o filho do Brasil" (imagem acima, reproduzida da Internet), no próximo dia 1 de janeiro, jpa em ano eleitoral e quem vai poder dizer que ele está cometendo crime eleitoral????   


Espalhaffatto na Política

Capitão Nascimento esteve em Brasília

Capitão Nascimento, o cara de "Tropa de Elite" esteve ontem em Brasilia. Resultado: o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM) pediu para sair do partido no meio da tarde de quinta-feira. A noticia só foi confirmada mesmo no início da noite. As redações quase entraram em colapso. A situação vinha se arrastando desde a semana passada. Arruda só jogou a toalha mesmo porque perdeu liminar na Justiça. A atitude do ainda governador frustrou a intenção do partido de expulsá-lo. 
A saída de Arruda do DEM coloca um ponto final na crise iniciada após investigação da Polícia Federal (PF), com início em 24 de setembro, apontou indícios de um esquema de arrecadação e distribuição de propinas no governo do Distrito Federal que envolveria Arruda e secretários do estado.

Espalhaffatto na Política Carioca

Sugismundo vem aí

Quem tem mais de 40, como eu, deve se lembrar. De qualquer maneira vou refrescar a cabeça da turma. Voces se lembram do Sugismundo??????? Aquele da campanha educativa dos anos 70, época da Ditadura Militar, quando o governo lançou a campanha "Povo desenvolvido é povo limpo". Coi que mais tarde poderia ser igualada a pérola "Sou pobre, mas sou limpinho". Pois é. Esta semana me senti incorporando o espírito do Sugismundo graças a campanha do meu querido prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB). O chefe do executivo carioca lançou o lixódromo (corrijam-se se eu estivewr errada e ainda vai dar uma grana extrga para os bairros que sujarem menos.
Dai.... lembrei do Sugismundo. O personagem criado na década de 70 pelo ilustrador, cineasta e empresário Ruy Perotti. Tem gente por ai achando que o personagem deve retornar com força total. Vou até perguntar sobre essa possibilidade ao prefeito Paes. É que tem muita gente jogando lixo pelas janelas dos carros e colocando entulhos na via pública.

Espalhaffatto Cultural

Programaço para hoje

O amigo Nano Ribeiro, do Clube dos Democraticos me convidou para um samba legal. Não vou poder estar, mas recomendo. Aliás, o evento a essa hora, já começou. É a Roda de Samba do Anjos da Lua. O Clube dos Democráticos fica na Rua do Riachueleo, 91, Lapa. O programa é prá lá de bom e não custa caro. Mulher paga dez pratas e homem, se o nome estiver na lista amiga, só R$ 13. Vale conferir. Depois me contem. Mandem seus comentários para esse blog. 

Espalhaffatto Cultural

Traço no traço

Quem estiver em Sampa amanhã não pode perder. Quem mora por lá tem a obrigação de curtir. É o evento Sexta Especial com o sambista Nelson Sargento. Além de Sargento confirmadas as participações da banda Traço de União, de Dayse do Banjo e o DJ Tadeu. O evento começa a partir das 22 horas. O Traço de União fican na rua Cláudio Soares, 73, Pinheiros, SP, Tel. 11/3031-8065. Imperdível.

Espalhaffatto na Política

Garfados

Os integrantes das bancadas do Rio de Janeiro (minha terra natal) e do Espirito Santos (minha terra emocional) prometem muito barulho em Brasilia por conta do pré-sal. Õs parlamentares não estão nem um ouco satisfeitos cm a proposta de partilha do pré-sal e acham que os dois estados produtoes de petróleo vão perder, e muito.  
Pela proposta, a União passaria dos atuais 50% para 35% da participação especial. Os 15% restantes serão repassados com os estados e municípios não produtores. Desses, 10% vão aos estados e 5% aos municípios. Estados produtores ficarão com 26,25% dos royalties, enquanto que os municípios produtores terão 18%. Ainda em relação aos royalties, caberá à União ficar com 20%. Municípios não produtores terão 8,75%, enquanto que estados não produtores arrecadarão 22%. Essa guerra promete.

Espalhaffatto na Política Carioca

Ainda o imposto - os 13 contra

Dos 51 parlamentares (me corrijam se eu estiver errada quanto ao número) da Câmara Municipal do Rio de Janeiro somente 13 votaram contra o novo imposto. Foram: Alexandre Cerruti (DEM), Andrea Gouvêa Vieira (PSDB), Carlo Caiado (DEM), Carlos Bolsonaro (PP), Clarissa Garotinho (PR), Eider Dantas (DEM), Eliomar Coelho (PSOL), Lucnha (PSDB), Paulo Messina (PV), Paulo Pinheiro (PPS), Reimont (PV), Teresa Bergher (PSDB) e Tio Carlos (DEM).


Teve a turma dos faltosos. Mas pior do que esse grupo fez os que assinaram a lista de presença e na hora H não votaram nem pelo sim, nem pelo não. Covardes. Claudinho da Academia (PSDC) e Patricia Amorim (PSDB). Para eles minhas sinceras vaias.   

Espalhaffatto na Política Carioca

Quem botou a mão no meu bolso!!!!!!!!!!!????

Continuando no assunto "taxa de lixo" (que vai dar o que falar) vamos aos nomes:

A favor da taxa de luz: Adilson Pires (PT), Aloísio Freitas (DEM), Aspásia Camargo (PV), Bencardino (PRTB), Chiquinho Brazão (PMDB), Cristiano Girão (PMN), dr. Carlos Eduardo (PSB),  dr. Fernando Moraes  (PR), dr. Gilberto (PTdoB), dr. Jairinho (PSC), dr. Jorge Manaia (PDT), Elton Babu (PT), Fausto Alves (PTB), Ivanir de Mello (PP), Márcio Pacheco (PSC), João Mendes de Jesus (PRB), Jorge Braz (PTdoB), Jorge Felippe (PMDB), Jorge Pereira (PTdoB), Jorginho da SOS (DEM), Leonel Brizolla Neto (PDT), Lilian Sá (PR), Luiz Carlos Ramos (Sem Partido), Marcelo Piuí (PHS), Nereide Pedregal  (PDT), professor Uóston (PMDB), Renato Moura (PTC), Roberto Monteiro (PCdoB), Rogério Bittar (PSB), Rosa Fernandes (DEM), S.Ferraz (PMDB), Tânia Bastos (PRB) e  Vera Lins (PP).


Que os parlamentares do PMDB e dos partidos aliados ao prefeito Eduardo Paes (PMDB) tenham apoiado a iniciativa de enfiar goela abaixo do eleitor mais esse imposto, tudo bem. Mas os da chamada oposição. Ou será que não existe mais essa relíquia da democracia???? 2010 vem aí. Cuidado que a eleição te pega. Te pega daqui, te pega de lá.

Espalhaffatto na Política Carioca

Dando nomes aos bois

Voltando a história da taxa de iluminação pública no munic´pipio do Rio de Janeiro- que pelos meus conhecimentos só poderá ser cobrada no ano que vem - leia-se em ano eleitoral - a tal taxa deixou tiririca da vida a vereadora tucana Andrea Gouvea Vieira. Em seu informe on line (muito bom, diga-se de passagem) a parlamentar não só expôs os motivos que a fizeram votar contra, como também deu nome aos coleguinhas parlamentares que votaram junto com ela, o que votaram a favor do prefeito Eduardo Paes (PMDB) e os que ficaram em cima do muro.

Espalhaffatto na Política Carioca

Acumulando funções

Hoje finalmente tomei pé de que a minha querida vereadora Patricia Amorim (PSDB) está acumulando funções. Além de representar parcela dos cariocas na Camara Municipal do Rio de Janeiro, a parlamentar tucana é presidente, recém-eleita do Clube de Regatas do Flamengo, que levou a taça de número 1 do Campenato Brasileiro de Futebol. A Nação Rubro Negra agradece o empenho da atleta a frente do clube. Mas só para lembrar ela também é parlamentar. Será que foi por isso que a vereadora não estava na sessão plenária de ontem que aprovou mais uma taxa para sangrar o bolso dos cariocas????? O pior é que o nome dela constava entre os presentes na votação de ontem (segunda discussão) na Câmara Municipal do Rio de Janeiro e quem passou a informação (dou logo nome aos bois) foi a também vereadora Andrea Gouvea Vieira (PSDB), em seu informativo on line. 2010 promete. Só para lembrar  a referida taxa é a de iluminação pública e virá acoplada a conta de luz normal do contribuinte. Detalhe: o valor a ser cobrado do contribuinte vai variar com o que o consumidor gastar. Legallllllllllllllllllll.  

Espalhaffatto na Política

Panorama Brasil

Já pensando em 2010 e sabendo que em ano de eleição e Copa do Mundo tudo pode acontecer, a partir de hoje - e com a ajuda das minhas inúmeras fontes - vou fornecer aos meus blogueiros um panorama das eleições por todo o país. Quero ver a presença de vocês aqui. É para isso que existe o blog. Vamos espalhar os fatos.

Espalhaffatto por aí ...

Tirando o atraso


Gente... vou tirar o atraso, geralllllllllll. Explico. Continuo, é claro, reebendo muito material para publicar no Espalhaffatto, mas por conta de inúmeras outras atividaeds, sempre deixo o Blog para trás - a hora em que virar site não poderá ser assim - por conta disso agora vou tirar o atraso da galera e colocar o material em dia. É questão de minutos. Me aguardem. Ah. quem quizer enviar informações legais é só mandar para o e-mail: sandrabalbinorj@yahoo.com.br.

Espalhaffatto na Política

Um país que vai pra frente e trava


Essa história (da Carochinha) de Dia Internacional de Combate à Corrupção, além de me embrulhar o estômago - haja Sal de Frutas Eno - me fez lembrar uma musiquinha ufanista da época da Ditadura Militar. Eu, pirralha de uns seis ou sete anos, metida a desde cedo assistir o Jornal Nacional em sua primeira edição, numa determinada época, geralmente no periodo que antecedia ao Sete de Setembro, vivia cantarolando as musiquinhas chinfrins que a turba de Brasília mandava a gente cantar.  E o pior é que o povo cantava. A propaganda da Ditadura Militar era uma coisa de louco.
Me lembro de uma mais ou menos assim: "Esse é um país que vai pra frente. De uma gente amiga e tão contente. É um pais que canta, trabalha e não se cansa... e seguia por ai.
Lembro também que muitas versões dessas músicas eram "adulteradas" a galera sacaneava, mesmooooo. Tinha uma que era assim: "As praias do Brasil ensolaradas. O chão onde o país se elevou". A turma da turba modificou: "Maconha no Brasil foi liberada. Até o presidente já provou". E isso em pleno governo do Emílio Garrastazu Médici.  Até hoje não asei a quem puxei na familia para gostar tanto de política. Meu pai, um alto funcionário da Vale do Rio Doce, tremenda estatal, na época, passava ao largo dessas coisas. Se contentatava com o Flamengo ganhando no Maracanã de Mário FIlho, lotado e no dia seguinte enfiava o Jornal dos Sports (o querido cor-de-rosa), debaixo do lado e seguia a vida. Nem sei porque tantas lembranças a essa altura do campeonato. Vai ver que foi por conta das cenas que vi ontem através do Jornal da Globo. PMs dando porrada em manifestantes em brasilia que reclamavam da zona em que a cidade se transformou por conta de tanto toma-lá-dá-cá. Deixa estar 2010 vem aí. 

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política

Coisas que só acontecem no Brasil


Passam poucos minutos da meia-noite quando começo a escrever essas linhas. Portanto ainda dá tempo de tecer alguns comentários os quais não tive tempo nesses dois últimos dias. Ontem foi aniversários das minhas lindas sobrinhas gêmeas. Bjks para elas. E na véspera, dia da minha Nossa Senhora da Conceição, aniversário de Dona Bere, ou Madame Etiquetinha, ou ainda, como costumo chamá-la hoje em dia: dona encrenca. Por todos esses motivos nem deu tempo de parar para ver sobre o que iria comentar aqui no Espalhaffatto.
Fato é que ontem foi Dia Mundial de Combate à Corrupção. Pelo andar da carruagem temos muuuuiiiitooooo o que combater, mesmno.  O Brasil está em octagéssimo lugar no que se refere ao ranking internacional da corrupção. Ufaaaaaaaaa. Pelo menos nãoé o primeiro da lista. Meno male, diriam os italianos.
Enquanto temos acessores e pulitikus escondendo dolares e milhões de reais em cuecas e meias, em Brasília não são 19 horas (em certos momentos até dá saudades da Hora do Brasil). Em Brasilia as horas não passam, tantas são as manifestações contra a maracutaia que assola o país. Dá-lhe Febeapá. O queridissimo Sérgio Porto, nosso lalau (esso do bem, não o ex-juiz Nicolau, deve estar rolando de rir lá no céu. Não são poucas as histórias ótimas para rechear mais um volume do Festival de Besteiras que assola o País. Se já havia material nos anos 50 e 60 o que dirá agora.
Voltando a realidade.... Ontem manifestantes e policiais se confrontaram em Brasilia como se estivessemos nos anos de chumbo. Os cidadãos que pagam seus impostos reclamavam, com justa razão, da cafajestada que muita gente (prefiro não falar em nomes - faltaria espaço nesse humilde blog) apronta em terra brazilis. O que me deixou mais perplexa foi perceber que nenhum dos meus seletos e diletos amigos seja no Facebook ou no Orkut teclaram uma letra sequer a respeito do assunto. Vida que segue.
Enquanto isso, em Brasilia, o presidente Lula anunciava a plenos pulmões, que encaminhará ao Congresso Nacional projeto de lei tornando hediondos os crimes de corrupção cometidos por autoridades do alto escalão (alguém me socorre: autordades do alto escalão me parecer redundância). Legal seria se fosse como na China: manda para o paredão. Mas ninguém tem coragem de fazer uma coisa dessas. É cortar na própria carne.
     

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Espalhaffatto na Política Carioca

Preocupa, ma non troppo


O ex-prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (DEM) (foto) parece não está muito preocupado com a atual crise no DEM do Distrito Federal. Faz ele de muito bem. Focado em 2010, o virtual candidato ao Senado, numa dobradinha com o verde Fernando Gabeira, Maia anda muito ocupado, sim. mas é realizando reunões com lideranças e pré-candidatos do partido. Em suma, preparando o DEM do Rio de Janeiro para 2010.
O político carioca me enviou a resposta, sobre como estavam as coisas para 2010 do jeito que mais gosta: virtualmente (através do  facebook). O ex-prefeito sempre se valeu, e muito bem, das modernas tecnologias de informação. Quando trabalhava em redação fizemos muitas entrevistas dessa forma: pela Internet fica tudo mais fácil. Eu também acho.
A quatro anos da Copa do Mundo no Rio de Janeiro, a eleição que se aproxima tem jeito de ser uma das mais disputadas. Dilma pelo lado do PT, não se sabe ainda com quem na chapa. Serra e o meu queridinho Aécio Neves, disputando espaço no PSDB, escândalos e mais escaândalos envolvendo políticos em todas as esferas. Que venha 2010. O ano promete.  

Espalhaffatto na Política

Dobradinha inusitada


Faltando exatos 23 dias para começar 2010 uma parceria, no mínimo, inusitada, está se formando na Câmara Federal, envolvendo dois graneds nomes da bancada do Rio de Janeiro. Um é o velho amigo Índio da Costa (DEM-RJ). O outro é o verdissimo deputado federal prá lá de ecológico, Fernando Gabeira (PV-RJ).  Os dois parlamentares marcaram uma reunião conjunta no Hotel Pestana, em Copacabana. Eles querem ouvir sugestões, opiniões se críticas sobre segurança pública e qualidade de vida. Eu, curiosa pra danar, estarei lá. O evento acontece dia 14, segunda-feira, a partir das 19:30h. O Hotel Pestana fica na Avenida Atlântica, 2964, Copacabana.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Espalhaffatto Cultural

Leo Gandelman hoje no Jardim Botânico

O saxofonista Leo Gandelman mandou convite pelo Facebook (não digo que as redes sociais são maravilhosas???) avisando que estará hoje no Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio. Ele se apresenta no Projeto "Clássicos no Verde" e fará um dueto com a pianista clássica Maria Teresa Madeira. No programa peças de Villa Lobos, Radamés Gnatalli e Ernesto Nazareth. Uma benção para os ouvidos. O recital começa às 16 horas. O Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico fica na Rua Jardim Botânico 1008. Vale a pena conferir. Eu, infelizmente não poderei estar lá, Já havia marcado outro compromisso para hoje, mas prometo não faltar a próxima.
  

Espalhaffatto Tecnológico

O homem e suas maravilhosas ferramentas da comunicação

Já disse isso aqui inúmeras vezes a vocês. Sou fã de carteirinha das modernas ferramentas da comunicação. Depois do Chacrinha o que melhor foi inventado para ativar a comunicação humana chama-se Internet. Além da Internet há muito mais possibilidades do que possa imaginar nossa vã filosofia. Aí estão as redes sociais que não me deixam mentir. Orkurt, Facebook, Sonico, Netlog, Flickr, Gaia. As possibilidades são imensas. Do tamanho dessas redes. 
Elas aproximam, reagrupam, fazem pensar, conhecer novas pessoas - o mundo não é só o aqui - as redes sociais estimulam até a criatividade (desde que você não se perca no internetês e desaprenda totalmente o português, o inglês, etc). Eu tive a experiência gratificante de reencontrar pessoas, as quais inclusive, procurava, sem muito sucesso. Santas redes sociais. Graças a elas pude recuperar parte da melhor fase da minha vida. Agora só falta ter tempo para mergulhar de vez no twiter. 

Espalhaffatto por aí ...

Chegando ao fim para o recomeço


Gente, entramos o mês de dezembro... que daqui a pouco termina, como termina também o ano. Vamos deixar para fazer o balanço final no final, mas de qualquer forma algumas coisas foram fantásticas em 2009. Vivendo e aprendendo a lidar com as minhas sombras, por exemplo, revendo e revivendo amigos, que pensei impossível reencontrá-lo. Descobrindo outras possibilidades além do túnel escuro. E principalmente tomando consciência de que os carmas foram feito para serem cumpridos e é ponto. Isto posto que tal nos repararmos para 2010. Faltam 25 dias para uma nova chance. Que venha 2010. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Espalhaffatto na Mídia

Outros rumos

A amiga Gisele Sant' Anna não resistiu às investidas. Depois de dez anos de Jornal POVO está de malas prontas para novas aventuras jornalísticas. Aceitou o convite para editar no jornal Meia Hora. Adorei a notícia. Gigi merece. É guerreira e, principalmente, humana. Pensa nos outros e se coloca na pele do outro. Coisa rara nessa profissão. E não pensem que esses elogios são de boca, não. A convivência foi me ensinando. Aprendi de verdade. Não foram poucas as rusgas. Faz parte da realidade das redações. Vai na fé, amiga. Você tem potencial. Só não me contaram ainda quem vai ficar no lugar dela.

Espalhaffatto na Festa

Tem festa na floresta

No próximo dia 12 de dezembro tem festa na floresta... ou melhor festa de confraternização dos jornalistas do Rio de Janeiro - o que por si só é quase a mesma coisa - um enfemismo. Também... depois de um ano em que aconteceu de tudo, inclusive a perda do nosso diploma é para enfiar o pé na jaca, mesmo.
Quem está organizando tudo é a lindinha Renata Victal. Para terem idéia a festinha começa no sábado, a partir das 22 horas e só termina por volta das cinco horas de domingo.
O local do evento é muito legalzinho. É o Espaço Multifoco, na Rua Mem de Sá, 126, na Lapa. O preço qualquer jornalista poed pagar: R$ 10 (Isso para quem confirmar presença com a Renatinha através do e-mail renatinha@gmail.com
Eu já fiz a minha parte. Confirmei que estarei lá. Me pediram para espalhar a notícia: pois bem: já está no Espalhaffatto. Aguardo vocês. 

Espalhaffatto na Mídia


Diploma indefinido

Continua a enrolação sobre o diploma dos Jornalistas. O embróglio agora é no Senado Federal. A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) adiou para a semana que vem, dia 02 de dezembro, a votação da Proposta de Emenda Constitucional 33/09, a PEC dos Jornalistas.  A PEC restitui a exigência do diploma para a profissão de jornalista. Com isso a matéria passou a ser a primeira da pauta de votações, na semana que vem. Será que os senadores vão se vender aos grandes empresários da mídia????? fica no ar. Bom... a única copisa que temos de verto nosso tudo é que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, decidiu manter o controle sobre as emissões de Registro profissionais da classe. Podemos respirar um pouquinho aliviados. Ufaaaaaaaaaaa. Agora é apertar os calos dos nossos ilustres senadores. Bom, quando se tem como presidente da Casa José Sarney... sei não. Melhor colocar as barbas de molho.

sábado, 21 de novembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...

A violência é democrática

Trabalhei cerca de 15 anos da minha vida em redação de jornal popular. Acostumada a cobrir e editar as mazelas da sociedade nunca me liguei no grau de violência. Até porque tendo que fechar página minha preocupação era com o que noticiar e não o que eu estava noticiando. É um problema comum. A gente quase perde a noção. Vira tudo matéria, num bolo só. E isso não ´´e perda de sensibilidade, não. Só rotina. Fica-se meio anestesiado, mesmo.  A ficha real só passou a cair na mnha cabeça depois de junho de 2008. Cuidando de outros assuntos, sem me ligar no que passava na TV, dava nas rádios ou era publicado nas revistas e jornais, me desliguei totalmente dessa coisa impactante da chacina, dos crimes hediondos, etc. Isso mudou um pouco depois que, em maio desse ano, passei para o seleto grupo dos blogueiros, antenada nas redes sociais.
A experiência de redação, aliado ao fato de estar fora das redações, cuidando da minha vidinha, me fez observar as notícias com outros olhos. Agora sou obrigada a reconhecer que a violência urbana não é presente ou dâdiva concedida pela bandiagem do Rio de Janeiro. Infelizmente ela está presente em todo o canto. Talvez até causando maior impacto justamente nas localidades onde antes seria motivo de comoção. Sempre se disse que o Espirito Santo era terra de pistoleiro - herança da époac em que os jagunços de fazendas dominavam. 
Fato ocorrido em Cariacica, município da Região Metropolitana de Vitória, me mostra que a violência é democrática, atinge todas as classes, sem distinção. (Não sei o motivo, mas sempre que ia a Cariacica, na minha adolescência, achava o lugar parecido com os municípios da Baixada Fluminense). Por volta das 8 horas da manhã, início do expediente, uma loja de material de construção foi assaltanda no bairro Jardim Cariacida.  Rendeu os funcionários, que ficaram como reféns e fugiu de biclcleta.   

Espalhaffatto por aí ...

Olha o cocoooooooooooooooooo


Ontem, aqui no Espalhaffatto, falei sobre a idéia do prefeito do Rio de Janeiro, o muy amigo, Eduardo Paes (PMDB), que proibiu a venda de coco nas areias da orla do Rio. Pois é... Em Vitória, minha adorada Ilha do Mel,
a coisa também está complicada para os vendedores ambulantes. É que por falta de concorrência os vendedores da terra capixaba unificaram seus preços. Em toda a orla o coco verde geladinha custa uma notinha de dois reais ou duas moedinhas de um real ou quatro moedinhas de cinquenta centavos.  

Detalhe: aqui no Rio de Janeiro, dependendo da praia o valor do delicioso líquido oscila entre R$ 3 e R$ 3,50 nos quiosques. Se for no Centro da cidade, por exemplo, o copo sai a dois reais. Com os gringos os caras querem arrancar o couro do coco. Uma idéia: os ambulantes que não puderem vener seu produto nas areias da orla do Rio podem se mudar de malas e cuias para Vitória. Uma copisa eu garanto: a qualidade de vida por lá é de primeira.  

Espalhaffatto na Política

Otto Lara Resende estava certo????


A morte do ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta, me lembrou famosa frase do mineirissimo Otto Lara Resende: "O mineiro só é solidário no câncer". O dito ficou caiu nas graças do povo depois que consagrado teatrólogo Nelson Rodrigues (por quem nutro paixão desenfreada desde os 15 anos) a colocou num diálogo da peça "Bonitinha, mas ordinária ou Otto Lara Resende". - sucesso de bilheteria também no cinema. E você, leitor desse blog pergunta: E o que Otto Lara Resende tem com Celso Pitta?  Hoje, no velório e no sepultamento do político paulista não estavam figuram proeminentes da política paulista, como o atual prefeito Gilberto Kassab, o presidente do PMDB de São Paulo, Orestes Quércia, muito menos seu padrinho político, Paulo Maluf, hoje deputado federal. Mandaram as condolências.
Pitta teve rápida e turbulenta trajetória. Foi eleito em 1996 e sua administração foi marcada por suspeitas de corrupção e principalmente muitas denúncias. Saiu de cena com nuvens sobre sua cabeça. Esse ano iniciou tratamento de câncer - doença descoberta no início de 2009. Sabe quem não deixou Celso Pitta em momento algum???? Sua mãe, Dona Zuleica. Para ela a frase de Otto Lara Resende nada vale. 

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...

Será que mudei de planeta??????


As vezes acho que estava em Marte e não percebi. Na volta só encontro coisa do outro mundo acontecendo!!!! O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), - amigo de longa data da época em que cobria a editoria de política e fazia assessoria de imprensa para os mui leais políticos deste generoso Estado - prepara, através da Prefeitura do Rio de Janeiro, uma auditoria na folha de pagamento dos funcionários ativos, inativos e pensionistas. Ele tem seus motivos para fazer isso. Mas tinha que ser em 2010, ano de eleição. Se Paes usar uma linha sequer dessa auditoria em favor de qualquer candidato ano que vem vou fazer espalhaffatto. Não bastasse isso os ambiulantes - que já penam para se cadastrar a vender produtos na praia - agora estão proibidos de vender água de coco nas areias da praia. O monopólio dos administradores dos quiosques da Orla do Rio agradecem a iniciativa. Será que Dudu não gosta de água de coco?????
Luiz Inácio Lula da Silva, nosso mui amigo presidente, após reunião com líder palestino pede novas maneiras de negociar a paz. Se for como aconteceu em Honduras, onde Manoel Zelaya tomou conta da embaixada do Brasil e de lá, estratégicamente, não saiu até hoje, os palestinos estão perdidos. 
Nosso turismo vai muito bem, obrigada - olha que a Copa de 2014  ainda vem e a Olimpiada de 2016 está longe - A temporada de férias ainda nem começou e os atrasos nos aeroportos já prometem atormentar a vida dos que petendem viajar. Vida que segue. |Vou me juntar aos astronomos e tenar encontrar um lugar na galáxia que escapar desse caos. Só para deixar registrada a minha indgnação com tantos absordos - só citei aguns fatos....acho que o meu cachorro faz melhor.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Espalhaffatto

                                                                                                                                 
Mandando notícias do céu



Acabei de saber uma notícia que me deixou triste. Alguém muito querido que trabalhou comigo no POVO - Pois é gente.... o jornal popular de que sempre falo é o POVO. Aprendi muita coisa ali. Errei, acertei e vivi.  Em jornalismo é tudo na base do extremo. Ou você ama demais o que faz ou detesta e vai vender limão na feira. Eu sempre amei o que fazia, embora a grana fosse curta e o status de me dizer jornalista e comer sopa de letrinhas na real. Mas... vida que segue. Por falar em vida saber do falecimento do Reis (era assim que o conhecia, embora fosse muito , mas muito mas escolado do que eu, humilde aprendiz de jornalista).
Reis era o cara da revisão. Mandava muito. Não deixava passar nada. E eu, na minha pressa de fechar página (Olha a horaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. Jornal tem que fechar logo) teimava em deixar passar. Ele marcava durinho.

A essa altura do campeonato, lá no céu, Reis deve estar pedindo pressa ao chefe de reportagem Itamar Freitas - foto na antiga redação da Rua do Resende - (o meu primeiro chefe de reportagem, quando o POVO ainda era o espreme e sangra "POVO na RUA", recém comprado por Alberto Ahmed do ex-proprietário Raul Capitão), rindo das notinhas do sempre irônico colunista Fernandho Moreno, de olho no Chiquinho (esse só quem lembra é a turma da Rua do Resende).
Me perdoem aqueles que já se foram cujos nomes não citei aqui. São Pedro vai ter notícias de última hora no céu.  Reis, com certeza haverá alguma coisa a ser melhorada nesse texto, perdoa. É tristeza. 

domingo, 15 de novembro de 2009

Espalhaffatto na Política Carioca

Será que maconha faz bem a Saúde????


O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB) não deve ter esquecido das aulas de marketing político. Por conta de uma entrevista publicada hoje no Jornal do Brasil vai ficar na mídia durante um bom tempo. Ou dando explicações, ou se retratando, ou colocando mais lenha na fogueira. Entrou para o grupo do "Falem bem ou falem mal, mas falem de mim". Levando-se em consideração que faltam cerca de 45 dias para começar 2010 a tática pode ser interessante e render frutos (ou não. veremos ao longo do tempo). Fato é que o governador carioca defendeu a legalização das drogas, desde que, é claro, tenha o aval da Organização Mundial de Saúde (OMS). Vamos ver amanhã como a mídia vai se comportar em relação a tal declaração. De acordo com a quantidade e o tempo de duração das "suítes" (continuação de uma matéria que foi publicada na véspera em um ou mais veículos) saberemos que Cabral Filho fez gol de placa ou se deu um tiro no pé.
Como cicerone da cantora Madonna o jornalista governador marcou ponto. Conseguiu convencer a pop star de que "morrer é bom". Levou a loura a uma favela. Vai que ela gosta e decide comprar uma mansão no Morro do Vidigal!!!!!

Espalhaffatto por aí ...

Mundo cão não é privilégio do Rio


Essa minha vida de internauta full time tem me mostrado que, ao contrário do que nós jornalistas imaginamos quando estamos nas redações, o mundo cão que quase sempre temos que noticiar é sempre mais próximo do que imaginamos. Em outras palavras: sempre acretiamos que as truculências sociais só acontecem ao alcance do nosso nariz. Engano. Ontem e hoje pude me ecrtificar disso. Algumas notícas num site capixaba Guia Serrano (muito bem elaborado, por sinal) e outras tantas pesquisadas em sites e jornais on line de diversos municípios do pais acenderam o alerta.
Uma das notícias dava conta do assassinato de um cantor gospel capixaba, numa turnê em Goiás, morreu em consequência de espancamento. Se fosse nos meus bons tempos de editoria mundo cão esse fato por sí só já seria motivo para festa. Em Vila Velha, município da Grande Vitória, (corrijam-me se eu estiver errada) uma dona-de-casa levou um tiro na cabeça ao se negar a entregar uma bolsa contendo R$ 40.  Parada para olhar a janela e ver as nuvens carregadas que cobrem o mar. As nuvens também cobrem as cabeças dos nossos governantes que deixam a violência se transformar nessa coisa banal, onde se mata por menos de R$ 50. Esse é o preço de uma vida.

sábado, 14 de novembro de 2009

Espalhaffatto Tecnológico


Eu, a mídia on line e as redes sociais

Estou apaixonada pelo facebook. É iso mesmo que vcs. leram. Acho mais ágil até mesmo que o Orkut (queridinho de 11 entre dez internautas). Aliás a perda gradativa da visão me trouxe o computador como grande aliado. Através dele consigo ler as notícias e manter-me informada, como os livros, revistas e jornaisw impressos não me possibilitam mais. Além disso on line tenho acesso a redes de contato do tamanho do mundo globalizado. Em pouco tempo no facebook amealhei um número razoavel de contatos. Agora falta enrtar de cabeça no twiter.

Espalhaffatto Ecológico






Sol de rachar


Desde adolescente sempre fui rato de praia. Adoro o Sol. Isso já disse aqui inúmeras vezes. Porém nunca ocorreu (nem quando passava o dia inteiro na praia) de ter uma queimadura mais séria na pele. Foi exatamente o que aconteceu ontem, enquanto aguardava para resolver alguns problemas no Recreio. Bastou o tempo de espera (debaixo de uma árvore fresquinha) e pronto. Cheguei em casa parecendo um camarão. Nem acredito. Não tenho o hábito de usar protetor solar (deixa muita pele mais oleosa do que já é). Isso tudo é culpa do aquecimento global. Gente o sol vai matar. Seja pela sede, seja pela fome, seja pelo câncer de pele. E não tirem o de vocês da reta. A culta é tão somente do homem, que agora fica com cara de cachorro que caiu do caminhão de mudanças. (Estou brincandopara descontrair. Mas o caso é sério). Enquanto isso eu fico em casa, na sombra, tomando banho gelado toda hora para amenizar a queimadura nas copstas e nos braços. Coisa absurda, Ah... antes que eu esqueça. Seres da Lua... expulsem o homem daí. Depois que eles encontraram água na Lua vão querer transformá-la em colônia (como Portugal fez com o Brasil).

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Espalhaffatto Economico


Saneando as finanças

Uma das maneiras de atrair a energia do dinheiro (sim. dinheiro é uma energia e bem positiva, quando se tem nas mãos) é sanear as dívidas e ficar com a vida em dia e distante dos credores (mesmo que seja um vizinho - ou pior - um parente). Por conta disso aconselho a quem, como eu, não sabe lidar muito bem com essa coisa chamada de vil metal, a participar a participar da ExpoMoney. É uma espécie de circuito de educação financeira. Nesses tempos bicudos onde o consumo consciente é fundamental pra dormir sem riscos de pesadelos, o evento é um tremendo investimento a médio prazo.
Serão dois dias de workshop, palestras fóruns e um verdadeiro mergulho na arte de amealhar cultura financeira. Quem comparecer vai aprender até como investir na Bolsa de Balores e na Bolsa de Mercado Futuro. Para se cadastrar e participar do evento basta acessar o site http://www.expomoney.com.br/ Eu estarei lá.
A Expomoney 2009 já aconteceu em outras cidades como Vitória (ES); Recife, São Paulo, Brasília, entre outras capitais. No Rio de Janeiro será no Centro de Convenções Sulamérica.

Serviço:

Centro de Convenções Sulamérica
Endereço: Avenida Paulo de Frontim esquina com Avenida Presidente Vargas - Cidade Nova - Rio de Janeiro
Tel: (21) 3293-6700



domingo, 8 de novembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...



Praias sem sorvete, não vale


Desde criança sempre fui rato de praia. Ironia do destino: hoje em dia moro a um pulo dela só apareço "de visita". Fato é que fosse morando no Rio de Janeiro ou em Vitória - amo a cidade onde aproveitei os melhores anos da minha vida - acostumei-me com o vai-e-vem dos vendedores ambulantes. No Rio o cara do Mate (Olha o mate, olha o Limão); Sorvete Itália (que só recentemente descobri uma lojinha legal do sorvete Itália, se não me engano no Leblon), Kibon, Yopa, Biscoito Globo e outras guloseimas que faziam a festa paraa criançada na beira da praia.
Em Vitória sorvete é picolé. Em Jacaraípe, balneáreo maravilhoso, onde além de ter passado as férias cheguei a morar, era a festa do picolé. Bons tempos.
Sim bons tempos. Porque atualmente nem no Rio, nem em Vitória os ambulantes podem oferecer seus produtos na beira da praia. Não faço aqui apologia ao ambulante, não. Se existem regras elas devem ser cumpridas (eu estou fora desse tipo de coisa. Quem gosta de regra é absorvente). As Secretarias de Ordem Pública das cidades litorâneas vão ter que começar a repensar suas estratégias para deixar as praias "habitáveis". Em Vitória (acabei de ler matéria sobre o assunto no Gazetaonline) os ambulantes só podem ficar no calçadão. Mesmo aqueles que vendem o delicioso picolé. Se é para isso padronizem quiosques ou barracas, onde os produtos possar ser comercializados. Mas pensem nos três lados da coisa: ambulantes, poder público e, é claro, o banhista. Aqui no Rio o prefeito Eduardo Paes (PMDB) optou por padronizar, proibindo a venda de alimentos feitos na hora. A Vigilância Sanitária agradece e o risco do banhista contrair doenças diminui. Só para lembrar: a praia ainda é um dos poucos espaços democráticos e de baixo custo para a população. E tenho dito.

sábado, 7 de novembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...




Rio, 40 graus


Ha quase uma semana o Rio de Janeiro está naquela fase que costumo chamar de "Calor, louco amor". As temperaturas batem os quarenta graus à sombra como se estivessemos no Deserto do Saara. Definitivamente não dá para decidir: a chuva me desagrada. É boa só para dormir). O sol me ilumina. Queima até os meus maus pensamentos. E eles não são poucos. Da janela do quarto dá para ver o mar... azulllllllllllllllllll até o fim. Mas na rua o calor está insuportável. Só sombra e água muito fresca para aguentar.

Espalhaffatto por aí ...


Amigos insinceros são piores que sinceros inimigos

A frase acima foi escrita numa foto antiga de trinta anos atrás. De autoria de um jovem e promissor futuro jornalista em Vitória, onde na época eu residia. Trinta anos depois reencontro ele - agora professor de Ingles e fotógrafo. Melhor - reencontro a irmã dele, Viviane - minha melhor amiga que o destino me tirou de perto. Santa Internet que, se usada para o bem, aproxima. Reencontrei VIviane e jé batemos longos papos virtuais. Vê se perderiamos a oportunidade.... E fizemos exatamente como estávamos acostumadas naquela doce época.
As palavras de Robson nunca foram esquecidas por mim. Infelizmente não foram poucas as pessoas que eu pude enquadrar no que ele disse. Preciso ir à Vitória urgente reatar laços que jamais deveriam ter sido afrouxados. Ainda bem que existe a grande rede.
Vou procurar as fotos deles. Estão num álbum que ainda tenho guardado. Essas são as verdeiras "marcas profundas de antigos pecados".

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Espalhaffatto por aí ...



Eu e os livros ou Nelson Rodrigues na minha vida, como queiram


Deus só dá nozes a quem não tem dentes. Esse é um daqueles ditados da vovó que nunca devem ser esquecidos. Ao rever algumas situações na minha vida lembro que eu poderia ter seguido qualquer outra profissão. Algo assim que não me forçasse muito a pouca a visão que sempre tive. Entretanto, aprendi a gostar dos livros lendo as obras de Monteiro Lobato. Resultado: Sou fã de carteirinha da Emília. A coisa não pára por aí. Aos 15 para 16 anos coloquei as mãos num livro de Nelson Rodrigues - o anjo pronográfico que permearia meu curso de Comunicação Social e estaria quase sempre na minha vida. A primeira obra do teatrólogo, jornalista e escritor a que tive acesso foi nada menos do que "O Casamento". Santo Robson, amigo de longa data que me emprestou o livro. O mais engraçado dessa história é que eu nem me lembrei dessa passagem para colocá-la no texto da minha monografia de fim de curso. Adivinhem o tema: A importãncia de Mário Filho no jornalismo esportivo. Detalhe cheguei ao idealizador do Maracanã através da biografia de seu irmão, Nelson Rodrigues. E fiu até o autor de "Vestido de Noiva" porque em determinado momento da minha vida " O Casamento" apareceu na minha vida. Um outro detalhe. As crônicas de "A vida como ela é" e o enredo de "Bonitinha, mas ordinária" também ajudaram nesse caldo Rodrigueano.

Espalhaffatto por aí ...




Marcas profundas de antigos pecados


Quem me vê usando e abusando da expressão acima ("Marcas profundas de antigos pecados") nem se dá conta de que não sou eu a autora dessa "perola" apenas apropriei-me dela toda vez que quero falar de algo que está muito bem guardado no meu coração. A frase foi "surrupiada" do título de um dos capítulos do livro "Os Elefantes não Esquecem", da dama do mistério Agatha Christie. Para variar faço esse "embrometion" para não ir direto ao ponto. Depois de anos sem saber notícias - desde os 16 anos - volto a ter contato (mesmo que pela Internet) com amigos muito preciosos na minha vida. Dizem que a gente não deve se arrepender de nada na vida. Aliás eu opto por essa teoria. Não gosto de me arrepender de nada do que fiz (apenas do que deixei de fazer). Hoje ao travar contato com o irmão da minha melhor amiga na época em que morei em Vitória chego a conclusão de que deixei de fazer coisas importantes. Deixa prá lá. Ninguém vai acreditar se eu disser que os elefantes não esquecem jamais e que normalmente eles deixam marcas profundas de antigos pecados.


domingo, 25 de outubro de 2009

Espalhaffatto no Esporte



Deixem os mortos em paz


Esse nosso mundo está ficando cada vez mais podre. Essa é a triste constatação que faço depois de - ao abrir a Internet, agora há pouco - me deparar com um espetáculo grotesco (e o pior com a mídia dando voz para esse tipo de coisa). Para tentar limpar a barra do filho (esse, sim - como diria vovó "uma boa bisca") resolveu jorgar lama em Deus e o mundo para provar que é santo. E foi brincar justamente com a imagem de um ídolo. Nunca fui muito aficionada por Formula 1, mas na época quem que Ayrton Senna estava nas pistas não perdia uma corrida. Além de ter certeza de que o cara ia ganhar ou pelo menos brigar muito para isso via (eu e toda a torcida do Flamengo, Fluminense, Corintians, Palmeiras, etc, etc, etc.) sabiamos que ali estava um esportista carismático. Só isso bastava. O mesmo não se podia dizer do carrancudo Nelson Piquet. Finalizando: os veículos e os profissionais de comunicação que deram voz ao "grande" Nelson Piquet se prestaram a um "papel tão porco" (expressão cunhada pela minha mãe para se referir a algo imprestável) quanto o do ex-campeão).

sábado, 24 de outubro de 2009

Espalhaffatto por aí ...


Um bom sábado para ficar em casa

Sabe aqueles dias em que tudo o que se quer é ficar em casa, sossegada???? Pois é. Hoje estou assim. O sábado é bom para namorar, bater-papo com os amigos, prosear, diriam os mais interioranos, um bom cinema, jogar cartas, jogar conversa fora... enfim mil coisas. A única coisa que euzinha quero nessa noiet de sábado fresquinha é ficar em casa sossegada. Vai ver baixou o espírito do Tim Maia (Eu quero sossego. Eu quero sossego). Ele e eu.

Espalhaffatto na Saúde


Quem é que vai pagar por isso?????


Hoje estou usando o meu instrumento preferido de comunicação - a Internet - para reclamar, reinvindicar e ver se em algum momento da vida sou ouvida. A Roche - multinacional de medicamentos e produtos de saúde coloca np mercado um produto muito bom para medir taxa de glicemia (é de extrema necessidade para os insulinos dependentes, que têm que controlar a taxa de acúcar no sangue). Mas esquecem de um detalhe importante: manter os periféricos do paarelho de medir glicemia no mercado. Toda hora que necessito repor as fitas de medição passo pelo mesmo problema. Hoje perdi a paciência e perguntei a atendente da Roche se querem que eu mate minha mãe e depois mande a conta para eles. Fica mais barato e menos estressa\nte. Melhor seria eles colocarem os produtos no mercado (não apenas o aparelho, que tem a dar com pau em qualquer esquina. Detalhe - vou mandar esse blog com o meu desabafo para Deus e o mundo na tentativa de que outras pessoas não passem pelo mesmo problema.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Espalhaffatto por aí....


Saudades de Marina Colasanti

Pouca gente sabe - acho que nem mesmo ninha família - mas, a partir dos meus 13 anos a idéia de seguir o jornalismo como profissão já estava mais ou menos delineada na minha cabeça. Aos 15, leitora assídua da revista Nova (graças a minha irmã mais velha - sempre ela) travei contato com uma pessoa com a qual sempre me identifiquei: Marina Colasanti.
Faço todo esse "nariz de cera" para dizer que ontem me lembrei dela enquanto, depois de fazer as compras da semana, pus-me a temperar carne e peixe para o que a empregada deveria preparar para o almoço de hoje. Não é que do nada me deu uma vontade louca de escrever..... E lá vim eu para o PC. Me bateu uma saudade do textos da Marina que eu lia avidamente nas páginas da revista. Ah.... um detalhe que não pode passar em branco. Em sã consciência eu jamais teria passado pela redação de um jornal, muito menos pela editoria de Polícia. Meu sonho de consumo sempre foi escrever em uma recista tipicamente feminina (coisa que aliás fiz duas vezes - uma na "Claudia", outra na "Plena Beleza". Valeu, Marina. Ainda hoje releio seus textos para buscar inspiração.

Espalhaffatto na Mídia


Será que agora vai?????


Está prevista para acontecer na próxima semana na Câmara Federal, a votação da PEC dos Jornalistas na Comissão de Constituição e Justiça da Casa. A votação aconteceria na quarta-feira, mas melou - excesso de matérias em pauta - A PEC 386/09 reestabelece a onrigatoriedade de diploma para o exercício da profissão. Senhores parlamentares: por favor façam aquilo para o qual vocês foram eleitos e são regiamente pagos - trabalhem um pouquinho mais.

Espalhaffatto por aí....


So far away

Quem me conhece deve estar achando estranho o fato de não tecer comentários a respeito da atual (mais uma) guerrilha urbana na cidade. É que diante de tantas coisas melhor ficar "so far away" ou como diz Arlete Salles em " Toma lá-dá cá" - Prefiro não comentar.

Espalhaffatto Solidário


Mais leitura nos canteiros de obras


O Serviço Social da Indústria da Construção (SECONCI-Rio) vai editar novamente o Projeto "Reforça Leitura", que visa promover o hábito da leitura entre os operários da Construção Civil. O projeto acontece nos canteiros de obras onde já acontece o "Biblioteca intinerante". Para tanto o SECONCI-Rio está recrutando estudantes de Pedagogia, Letras, Teatro e Música que queiram participar o evento.
As inscrições para o projeto "Reforça Leitura" estão abertas e podem ser feitas até o dia 28 de outubro, através do telefone (21) 2101-2555 ou pelo e-mail espacocultural@seconci-rio.com.br . No dia 29 será realizado o processo de seleção através de entrevistas. Os interessados farão um curso de capacitação e terão ajuda de custo para transporte e alimentalção, além de certificado de participação.

Espalhaffatto no Legislativo




Produtos mais baratos para portadores de necessidades especiais


O deputado federal Otávio Leite (PSDB/RJ) - amigo de longa data e que entende como ninguém das necessidades dos portadores de deficiência - marcou mais um gol de placa. Por iniciativa do parlamentar foi incluída no texto da Lei 12058/09 emenda que reduz a zero a alíquota do PIS/PASEP e do Cofins, cobrada na importação ou na comercialização no Brasil de próteses, cadeiras de rodas, almofadas para prevenir escaras, entre outros produtos de primeira necessidade para deficientes. Trocando em miúdos o consumidor desse tipo de produto - parcela considerável da população - vai sentir no bolso a redução de preços - pelo menos é isso o que se espera dos comerciantes. Com a medida - que já está valendo. Para o parlamentar - que sempre atuou na defesa dos protadores de necessidades especiais antes do assunto "virar moda" para aparecer bem na mídia e faturar alto com o marketing eleitoreiro - a redução dos impostos e tributos representa melhoria na qualidade de vida dos brasileiros que apresentam qualquer tipo de deficiência.